Carrinho

Primavera, alergias e sistema imunitário

Saiba que alimentos privilegiar e que ingredientes evitar nesta época do ano com as sugestões da nutricionista Mafalda Rodrigues de Almeida.

Porque chegam as alergias na primavera?

As alergias devem-se a uma reação do sistema imunitário causada por alergénios, devido a uma exposição alimentar ou ambiental. Podem apresentar-se em quase todos os órgãos e desencadear uma série de sintomas, tais como, anafilaxia, urticária, angioedema, conjuntivite, rinite alérgica, asma alérgica e dermatite atópica (eczema). Geralmente na primavera há uma maior concentração de pólenes no ar e isso pode desencadear alergias. É, por isso, importante reforçar o sistema imunitário.

Desde há algum tempo que se verifica um entusiasmo por parte dos investigadores pelo potencial da nutrição no impacto do sistema imunitário, de forma preventiva e terapêutica. Já foi provado que cerca de 70% das células imunológicas residem no intestino. Certos nutrientes conseguem influenciar a função dos marcadores do sistema imunitário, evitando a inflamação.

Tendo em conta este potencial, é importante referir que nem todos os alimentos contribuem para uma melhoria do sistema imunitário. Antes de exemplificar os nutrientes a incluir e a preferenciar, é necessário deixar explicito o que é necessário evitar.

Se deseja fortalecer o sistema imunitário, evite…

Alimentos energeticamente densos, com gordura saturada ou fast-food, açúcares adicionados e alimentos pobres em fibra.

Alimentos a priveligiar

Os alimentos a privilegiar são os cereais, fruta, vegetais, leguminosas, fermentados, peixe e algum tipo de carne, devido a:

  • Ácidos gordos de cadeia curta (butirato, propionato e acetato), produzidos pelas bactérias da flora intestinal quando consumimos alimentos como os espargos;
  • Vitaminas (A, C, E, D e B9 (ácido fólico)):
  • Gordura polinsaturada (ómega-3, preferencialmente, e ómega-6, em alguns casos):
  • Aminoácidos (Triptofano (crucíferas); Cisteína (frutos secos)):
  • Fibra (um exemplo de fibra solúvel são os beta-glucanos, que se encontram em cogumelos e aveia:
    • Uma Papa de aveia para aquecer nas alturas mais frias é das melhores opções;
  • Probióticos (chucrute, kimchi, kombucha, miso e kefir) e prebióticos (fruta e hortícolas frescos):
  • Minerais (zinco, selénio, ferro e cobre):
  • Antioxidantes (flavonoides, antocianinas, entre outros): 

Os cogumelos medicinais, como o reishi, o maitake, o shiitake e o cordyceps, também podem ajudar a fortalecer o sistema imunitário. Uma boa opção é sem dúvida as Almôndegas de cogumelos shitake com molho de miso e tahini.

O consumo de certas especiarias e ervas aromáticas também contribuem para melhorar o sistema imunitário devido a algumas das características mencionadas acima. O alho, o gengibre, curcuma, canela e pimenta são alguns exemplos. Desta forma, a receita que sugiro é o Reforço energético de cúrcuma, canela e gengibre.

Referências bibliográficas:

 

Acevedo, N., Alashkar Alhamwe, B., Caraballo, L., Ding, M., Ferrante, A., Garn, H., Garssen, J., Hii, C. S., Irvine, J., Llinás-Caballero, K., López, J. F., Miethe, S., Perveen, K., Pogge von Strandmann, E., Sokolowska, M., Potaczek, D. P., & van Esch, B. (2021). Perinatal and Early-Life Nutrition, Epigenetics, and Allergy. Nutrients, 13(3), 724. https://doi.org/10.3390/nu13030724

 

McKenzie, C., Tan, J., Macia, L., & Mackay, C. R. (2017). The nutrition-gut microbiome-physiology axis and allergic diseases. Immunological reviews, 278(1), 277–295. https://doi.org/10.1111/imr.12556

 

Neerven, R., & Savelkoul, H. (2017). Nutrition and Allergic Diseases. Nutrients, 9(7), 762. https://doi.org/10.3390/nu9070762

Venter, C., Eyerich, S., Sarin, T., & Klatt, K. C. (2020). Nutrition and the Immune System: A Complicated Tango. Nutrients, 12(3), 818.

https://doi.org/10.3390/nu12030818